top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

SP - Adriano Grineberg interpreta Dorival Caymmi nesta sexta no Centro Cultural




****Piky Mariana Candeias**** - - - -


Um músico e cantor interpretando a obra de Dorival Caymmi quase como um ato de devoção. Esse é o novo projeto do Adriano Grineberg, que chega ao palco no CCSP - Centro Cultural São Paulo nesta sexta-feira 2 de fevereiro, dia de Iemanjá, a Orixá do Mar e protetora dos pescadores.

 

Não haveria data mais propícia para ele apresentar ao vivo esse disco homenagem. Conhecido por sempre trazer uma visão peculiar do blues, “pois nunca vi o blues apenas como um estilo, mas como uma expressão”, Adriano Grineberg já tinha notado semelhanças entre o blues e a música de Caymmi, tanto pelo balanço como pelas imagens da praia, da saudade e das despedidas, tão recorrentes no blues.

 

Esse ano veio o desejo de imaginar como seriam as canções a partir de suas referências e registrar sua interpretação para esses clássicos da música brasileira no álbum “Eufótico”. É esse o show que ele apresenta no CCSP e depois sai em turnê pelo Brasil.

 

Adriano Grineberg (piano/teclado/escaleta/flautas e percussão) será acompanhado por Fabá Jimenez (guitarra/violão), Edu Gomes (guitarra/violão), Caio Lopes (bateria) e Airton Fernandes (baixo).

 

No repertório “Lagoa do Abaeté”, “É Doce Morrer no Mar”, “Promessa de Pescador”, “Canoeiro”, “Morena do Mar” e outros. Adriano também vai tocar músicas do álbum “Blues For Africa”, lançado anos atrás, fruto da pesquisa dele sobre as matrizes africanas do blues, que agora ganha novas camadas com esse mergulho na obra de Caymmi.

 

Mini-bio - Adriano Grineberg é um dos maiores nomes do blues no nosso país e traz em seu currículo gravações e shows ao lado de grandes artistas – incluindo Andre Christovam, Ira!, Wanderléa, Ana Cañas, Filipe Catto, Gilberto Gil, Corey Harris, Magic Slim, John Pizzarelli e Big Time Sarah. Como trabalho autoral já lançou quatro álbuns, cada um se aprofundando numa pesquisa distinta.

 

Assim foi com sua estreia “Key Blues” (2010), revelando sua identidade própria como músico e compositor e com “Blues for Africa” (2013), um mergulho na música do continente africano. Em 2019 ele lançou “108”, fruto das suas influências do blues com a pluralidade do seu repertório cultural, espiritual e intelectual adquiridos até aquele momento. Em janeiro de 2023 foi a vez de “Xamã” (2023), que trouxe não apenas a sua já conhecida fusão de linguagens musicais dos trabalhos anteriores, mas também o resultado de seu mergulho nos estudos da ciência dos Ícaros, cantos que são a arma curativa, a sabedoria e o veículo da energia pessoal do curandeiro, o símbolo do seu poder. Em 2024, apresenta seu novo projeto, "Eufótico", no qual relê 9 canções praieiras de Dorival Caymmi sob sua híbrida sonoridade.

 

 SERVIÇO

 

Adriano Grineberg

Show: “Eufótico”

Data: 02 de fevereiro

Local: Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000 – Liberdade)

Horário: 19h


*** É jornalista

9 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1件のコメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
ゲスト
2月02日
5つ星のうち5と評価されています。

Maravilhoso

いいね!
bottom of page