• Alex Fraga

Shows – Projeto Vertentes deste domingo tem rap e reggae

Neste domingo (16), a partir das 18 horas na Casa de Ensaio - Rua Visconde de Taunay, 203(esquina com a Avenida Afonso Pena, próximo a igreja Perpétuo Socorro), acontece a 11ª edição do projeto Vertentes, trazendo a vertente do Rap e do Reggae com a música de Canaroots, General R3 & Black Family, Falange da Rima e Toni Jazz comanda a Batalha de Rima.


A banda Canararoots iniciou seus trabalhos em 2003 em Campo Grande. Sempre em atividade já realizou shows na capital, cidades do interior de MS, além de cidades litorâneas em Santa Catarina, Paraná e Pará (de 2014 a 2016). Canaroots já dividiu o palco com artistas consagrados como: Natiruts, Tribo de Jah, Maskavo, Jah Live, Dubterian, Q.G Imperial, Marina Peralta Orquestra Jungla (Argentina). Em 2018 atua como banda de apoio para o cantor holandês Mitchell Brunnings. Participou de diversos programas de Rádio e TV: Meu Mato Grosso do Sul por duas vez (TV Morena-Rede Globo), Atualidades (TV Morena-Rede Globo), Tá na Rua (SBT-MS), Talentos da Nossa Terra (Rede Brasil- TV Pantanal), Estúdio 104 (Rede Brasil- TV Pantanal), Jornal da Tarde (TV O Estado MS) Papo Cabeça (Band -TV Interativa), Estúdio Livre (Record-MS), Transamérica Hits, FM Regional, Meio de Campo e Protótipo (TV Cultura do Pará), entre outros. As composições autorais da banda sempre trazem mensagens de paz e amor, fé, de cunho social e, sobretudo, que exaltam o amor a Jah, à natureza e ao próximo.



General R3 and the Blcak Family: Rodrigo Castejon vulgo General R3, já obtém 22 anos de participação ativa no cenário musical do hip hop, podendo citar: dois clipes, festivais tais como: “Encontro de todas as tribos SP”; “FLIB” (Festival Literário em bonito), “Festival Hora Rap” em Dourados, três edições do “Festival Expressão de Rua” e diversos outros. Além disso, vale destacar seus dois álbuns: Arte. 32 (2015); Biopoesia (2019). Desde 2019, tem criado novas rimas e composições, contando com a parceria de amigos e alguns artistas de relevância musical nacional, tais como: Jerry Espíndola, Guarany Evânio, Marina Peralta, Rodrigo Teixeira, Juci Ibanez, Romário Amorim, Luis Ávila, entre outros. Sob a produção musical e artística de Ricardo Agra (São Paulo); produção vocal e backin’ vocal de Eduardo Oliveira (Rio de Janeiro) e Vivi Calazans (Salvador), que fazem parte de seu novo projeto musical - And The Black Family. A Falange da Rima surgiu em 1998, na cidade de Campo Grande e são os pioneiros do Rap no Mato Grosso do Sul. Em 2001 lançou o EP batizado de Mariposa Assassina, com as músicas, Mais um da Platéia, A Quem Possa Interessar, Quem Nunca Sonhou em Ter?, Abrakadabra e o grande sucesso do grupo, Circo dos Horrores, que rendeu um Vídeo Clip, foi selecionado para o Premio Hutus e um convite para participar do Programa YO! Na MTV Brasil, a música também participa da coletânea Discovery para o Brasil. Em 2013 lança o CD Esquadrão Mariposa, com 12 faixas inéditas e o álbum é bem recebido pelo público e pela critica. Já participou do Festival América do Sul em Corumbá-MS, Festival Amostra Grátis em Cuiabá-MT, São Paulo, Brazilia-DF. Já dividiu o palco com grandes artistas como; Racionais Mcs, Thayde e DJ Hum, MV Bill, Facção Central, Realidade Cruel, SNJ, Projota, Emicida, Marcelo D2, entre outros. Formação atual: Flynt, Don Geral, Ucley e DJ Magão


Batalha da Rima: haverá nesta edição uma batalha de rima, em formato inédito com 4 microfones, comandada pelo experiente e revelação do meio – Toni Jazz. O evento acontece uma vez ao mês e apresenta um formato diferente para a apreciação da boa música. O espaço da Casa de Ensaio, por ser um local de diversas atividades educativas com jovens e adolescentes, não permite o consumo de álcool e comidas dentro de suas dependências, porém há venda de comida e bebida na parte externa oferecendo por igual conforto e qualidade para o consumo destes. E também há vendas de CDs e DVDs dos artistas que se apresentam no projeto no dia do evento. Toda a renda arrecadada pelo projeto Vertentes é repassada aos artistas que se apresentam.


Os ingressos custam: R$ 30 / R$ 15 (meia). A realização: Coletivo Campo Grande Música..Patrocínio: ENGEPAR .Apoio: FM Educativa 104,7, Thomaz Lanches e Dico Panificadora

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W