• Alex Fraga

Poesia - Talvez eu flutue apenas, por Narinha Lee

Domingo de poesia no Blog do Alex Fraga com espaço para os trabalhos da poeta e escritora Narinha Lee, com sua " Talvez eu flutue apenas".


Talvez eu flutue apenas

Eu não quero morrer!

Eu quero renascer:

Em cada dia Em cada hora Em cada minuto Em cada segundo.

Ser dona do mundo do meu mundo!

Sem erros sem dores onde o sol só iria brilhar e não daria espaço à escuridão.

Onde o domínio seria das flores das árvores dos pássaros dos animais das crianças da essência do bem e onde as pessoas só falassem com o coração.

Eu não quero morrer!

Quero ser como as sementes que renascem, renascem e renascem incessantemente... Ora são sementes ora são folhas ora são caules, são flores, são frutos e são novamente sementes renovando o ciclo fantástico da existência cósmica.

Eu não quero morrer!

Eu não posso morrer!

Talvez eu flutue apenas... Narinha Lee

================