• Alex Fraga

Poesia - "Quintal", por Athayde Nery

Quinta-feira, no espaço de poesia do Blog do Alex Fraga, a vez do advogado, poeta e escritor sul-mato-grossense, Athayde Nery com seu poema intitulado "Quintal".


Quintal


Acerola

desabrochou no

meu quintal.


Florzinhas

amarelo-vida com

sorriso de bebê.


Tornam-se bolitas

verdes como

ervilhas grandes


Se expandem

como nascer do

sol, pra explodirem

vermelhas

como lábios de

batom-pimenta!

(Daquelas bem picantes).


Tão bom ter um pé

de acerola nessa

parte de mim


Quintais crescem

como filhos

Crescem no amor

da casa

Daquele amor que

se renova nos seus

cantos e encantos.

Quintais são

sagrados.

Devem ser

cultuados como

horizontes

resplandecentes.

Começo do infinito

Aconchego da

chegada

O descanso do

olhar.

Tudo é reconhecido

como parte da sua

alma

Tenho até um sino

de porcelana do

Neruda


Ah! Ele conversa

comigo.

Mas, isso já é outra

história.


Athayde Nery

57 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo