top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Margens inexatas, por Ilslyane Kmitta



Segunda-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com a professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Ilsyane Kimitta, com "Margens Inexatas"


Margens inexatas


Das coisas que limitam

Apenas restam sinais

Foram marcas no tempo

Que o vento abrandou

Sinais de tempestade

No torvelinho de sentimentos

De marcas e résteas...Inércias

De sonhos e esquecimentos

São indubitáveis resquícios

De quem somos... Quiçá já fomos

E não cabe em réguas ou regimentos

São réplicas de um tempo passado

Marcados pela história

De celeumas e traumas

Que cicatrizaram a humanidade

Deixando apenas sinais

De mal traçadas realidades...

22 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Jun 10
Rated 4 out of 5 stars.

Mais que especial esse poema.

Ricardo Freitas

Dourados MS

Like

Guest
Jun 10
Rated 5 out of 5 stars.

Pura sensibilidade. Parabéns

Betty Nery - Três Lagoas MS

Like
bottom of page