top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Fogo Cruzado, por Helena Pereira



Sábado no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com a poeta e escritora de Amambai (MS), com Fogo Cruzado


FOGO CRUZADO


Por toda esta cidade O sussurro se espalha Corre esquinas e praças Queimando feito palha E as minhas mãos

calejadas Quase comidas de traça Testemunham esta falha


Da mulher o poderio Aquelas de olhar

decidido São as donas do covil E a todos tem envolvido Nesta aliança ingrata É delas só o partido


Sombrio tempo de

segredos De um jogo cruel e

inclemente Despertou todos os

medos Tornou-me refém

inocente Das mulheres mãos de

ferro Corre veneno fervente


Valha-me Deus, só tu

podes Proteger-me do

tormento De quem pôs a mão no

pote E não tem mais

salvamento Da guerra e seus dotes Dias de céu cinzento

40 visualizações2 comentários

2 Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
Gast
03. Dez. 2023
Mit 5 von 5 Sternen bewertet.

Um poema bem profundo, que chega a dar uma certa angústia, é possível sentir como se fosse em nossa própria pele.

Gefällt mir

Gast
02. Dez. 2023
Mit 5 von 5 Sternen bewertet.

Lamento em versos. Bela construção, poeta Helena Pereita!

Gefällt mir
bottom of page