• Alex Fraga

Evento - Encontro da Polca e Guarânia acontece a partir desta quinta na Morada

Atualizado: 12 de Abr de 2019

A partir desta quinta-feira (11) até o dia 13 (sábado) acontece no Centro Cultural Sesc Morada dos Baís, o 1 Encontro da Polca e da Guarânia de Campo Grande. O evento terá diversas atrações musicais e também danças como da Cia de Danza Guarani. A ideia e realização partiram do músico harpista Fábio Kaida e Nação Latina, com apoio da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através do Fundo Municipal de Investimentos Culturais e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

A programação é intensa e inicia às 19 horas com abertura oficial e a fala de autoridades sobre a importância do evento. Em seguida, às 20 horas acontece o show musical de Fábio Kaida e em seguida, às 21 horas será a vez do Duo paraguaio Mendez Lopez. Na sexta-feira (12), às 19 horas será a vez do show do músico Gerson Douglas, em seguida do chileno J Guillermo, depois Os Divinos – Tomas Roa. Às 21 horas outro paraguaio, Marcelo Rojas. No último dia do evento, acontecerá o show de Jerry Espíndola às 19 horas e posteriormente Maurício Brito e Humberto Yule às 19h45. Os paraguaios Pedro Barrios y Grupo Amistad entram e seguida e encerrando o evento será a vez do violonista Marcelo Loureiro.


A Guarânia é um estilo musical de origem paraguaia, em andamento lento, geralmente em tom menor. Foi criada em Assunção pelo músico José Asunción Flores, em 1925. Flores fez uso de ritmos e melodias lentos e melancólicos para as canções. Em algumas delas, se deduz a natureza heroica do povo paraguaio. A primeira foi guarânia uma versão lenta da polca paraguaia Ma'erápa Reikuaase. Desde a sua criação, a Guarânia tornou-se o mais importante fenômeno musical do Paraguai no século XX através de temas como Índia, Ne rendápe aju, Panambi Vera, Paraguaýpe, Jejuí, Kerasy, Arribeño Resay, o que gerou imediata aceitação e afeto. O gênero seduz especialmente as populações urbanas. Isto é devido, provavelmente, ao interesse destas pessoas por estilos mais rápidos como a polca Paraguai o purahéi. Há canções criadas em modo sinfônico, baseadas em poemas orquestrais, têm acompanhamento sinfônico.



A Polca Paraguaia também chamada de Danza Paraguaya (do espanhol, dança paraguaia), é um estilo musical criado no Paraguai no século XIX. A polca paraguaia e suas principais derivações, guarânia e chamamé, são gêneros musicais que representam importantes aspectos da identidade cultural não apenas do próprio Paraguai, mas também das regiões norte da Argentina e centro-sul do nosso país, principalmente em Mato Grosso do Sul. No Brasil, a assimilação das configurações musicais desses gêneros encontra-se em processo de transformação, apontando para o surgimento de um gênero híbrido que o músico brasileiro por vezes chama de “rasqueado”. Componentes estruturais mais próximos dos modelos originais podem ser ainda detectados no trabalho de músicos e intérpretes paraguaios estabelecidos em Campo Grande, bem como no de seus descendentes e sul-mato-grossenses identificados com o repertório sertanejo tradicional.

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W