• Alex Fraga

Cinema – Filmes “Vampiros” e “Fujona” nesta sexta na Esplanada Cultural

Nesta sexta-feira o “Festival Esplanada Cultural” terá espaço para o cinema produzido por sul-mato-grossense. A partir das 18 horas os amantes da telona poderão assistir dois belos trabalhos em curta metragem: “Vampiros” do cineasta premiado Filipi Silveira e também “ Fujona”, de Lu Bigatão. O Festival reúne diferentes linguagens artísticas e gastronômicas neste mês de agosto em Campo Grande. É realizado através do FMIC (Fundo de Investimentos Culturais) e do Fomteatro (Programa de Fomento ao Teatro) para levar à população ainda mais opções de lazer em um espaço tão importante historicamente como a Esplanada Ferroviária, que já deu as boas-vindas à milhares de imigrantes que em Campo Grande chegaram. Ele está integrando as atividades comemorativas de 120 anos de Campo Grande.Os filmes receberam financiamento do FMIC


“Vampiros" é um trabalho conjunto da Cerrado's Filmes, Filmadelas, Fundo da Vila Films e Zion Filmes, que foi produzido por profissionais que destacam no cenário da sétima arma sul-mato-grossense: Filipi Silveira (diretor), Nadja Mitdieiro (que atua e assina a produção executiva), Rose Borges (direção de arte), Roberto Leite (direção de fotografia) e Israel Miranda (finalização).


O curta conta a história de Iris Kuzicz, que é uma famosa e rica DJ, e Marcos, que é um humilde trabalhador noturno que gosta de pintar. Os dois protagonistas apesar de frequentarem o mesmo universo das baladas são de mundo diferentes, mas juntos percebem que a solidão os une. A obra já passou com destaques por vários festivais e mostras, recebendo prêmios como os de melhor média metragem, melhor atriz, melhor ator Coadjuvante e melhor trilha sonora.


"Fujona" conta a história do filhote de onça pintada que fugiu duas vezes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres e depois foi solta na natureza. A direção e roteiro é da jornalista Lu Bigatão Rios, co-roteirista Rosiney Bigatão, assistente de direção Carlos Diehl, direção de fotografia e cinegrafia Fabricio Borges e Tatiana Varela, produção Fernanda Kunzler e Claudiney Pecois, som direto, trilha e pós-produção de áudio DOPE Áudio Design, edição Carlos Diehl e Rosiney Bigatão, colorização e vinhetas Tatiana Varela, design gráfico Venise Pascoal de Melo e fotografia Marcelo Oliveira.


O filme reconstrói toda a trajetória do filhote de onça pintada que emocionou a cidade de Campo Grande pela sua sede de liberdade. Desde sua captura na região da Água Clara, sua vinda para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, suas duas fugas e a soltura na mata. A câmera se coloca no lugar do filhote e reproduz seu ponto de vista, para que o público possa vivenciar os seus sentimentos.


0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W