• Alex Fraga

Vale do Paraíba – Festival de Arte faz Tributo a Paulo Simões

Série de homenagens ao artista e ao Mato Grosso do Sul onde ele cresceu tem programação de debates, música e artes plásticas, até o próximo domingo, dia 25.


Teve início ontem (quarta-feira, 21) o Festival de Arte Vale do Paraíba que presta homenagem a cada edição a um artista icônico de uma região brasileira e coloca o foco em questões de cultura e meio ambiente. Nesta edição, o carioca Paulo Simões, criado em Campo Grande – Mato Grosso do Sul é o artista escolhido. O olhar do festival, que foca o Estado do Mato Grosso do Sul debate além da música, as questões de ecologia e preservação da região do Pantanal e do Cerrado, além da influência dos povos indígenas, quilombolas e fronteiriços na cultura do Brasil. Para assistir no canal pelo youtube: www.youtube.com/Tributo a Paulo Simões

Debates importantes acontecem nesta quinta e sexta, a partir das 17h30 (MS), no canal do festival. O contexto da pandemia e sua consequência para as artes de uma forma geral fazem parte desta pauta. Hoje (22), a programação será aberta com a palestra "Nações Indígenas - Cultura dos povos originários e artivismo" com a antropóloga Lauriense Seraguza e o artista multimídia Hebert Valois. Amanhã, sexta, o momento atual de pandemia será tema de uma roda de conversa com Régis Augusto, Luciano Silva e Nilson Ueti.

O Mato Grosso do Sul estará presente nos musicais do festival, através da obra de Paulinho Simões, cantor e compositor indicado ao Grammy Latino 2016, que fala de natureza, povos originários e culturas populares. Acontecem shows de diversos artistas homenageando o compositor todos os dias, após os debates e mostras e ao logo de todo o domingo. No sábado, às 18h (MS), o músico Luiz Salgado, ao lado do pianista Lucas Roza, realiza o concerto “Celebrando o grande berço das águas brasileiro ameaçado de extinção: o Cerrado” com releituras de canções que possuem a temática da água e preservação ambiental.

Outro destaque da programação, com olhar importante sobre o estado do MS é o premiado fotógrafo Araquém Alcântara. Às 15h30 (MS)de sábado, acontece uma mostra virtual com suas fotografias, que retratam tão bem aquela região do país. Ele irá participar do encontro "A estética da arte a favor da luta socioambiental", com o diretor de arte Hebert Valois e o radialista Nilson Ueti. Na conversa, Araquém ira falar sobre seus 50 anos de carreira, em que privilegiou os temas ambientais e humanos, lançando alertas para o mundo todo, através de imagens. Não faltarão histórias e memórias das experiências nos biomas do Pantanal e Cerrado Sul-mato-grossense.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo