top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Teatro - Grupo Ubu lança projeto sobre identidade de gênero e cultura popular



***Aline Lira e Lucas Arruda*** - - - - -


O Grupo UBU não se limitará aos palcos tradicionais, o projeto passará por escolas e comunidades indígenas e quilombolas da Capital e região. Dividido em fases, a programação inclui, também, oficinas de formação cultural para professores.


Reconhecido pela qualidade dos seus espetáculos teatrais e por suas abordagens inovadoras e provocativas, o Grupo UBU anuncia o lançamento do ambicioso projeto cultural "UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito". As atividades iniciam nesta sexta-feira (23) e sábado (24), às 20h, com a apresentação do espetáculo teatral “Uma Moça da Cidade”, do diretor Anderson Bosh. Com entrada gratuita, as sessões serão realizadas no espaço teatral Fulano Di Tal, na Rua Rui Barbosa, n.º 3099, centro de Campo Grande.


"UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito" é um projeto cultural com financiamento da Funarte que tem em seu desenho um audacioso objetivo: abordar questões cruciais de identidade de gênero, negritude e cultura popular através da arte e do diálogo dentro de comunidades indígenas, quilombolas e no ambiente escolar.



“Ao todo, serão 11 meses de trabalho em um projeto que tem essa ideia de colocar a pauta da identidade de gênero, negritude e cultura popular no foco dos trabalhos. De fevereiro a dezembro, teremos uma média mensal de duas apresentações teatrais e rodas de conversa com o público. Tudo para que haja troca de experiência, esclarecimento de dúvidas, a fim de ampliar a compreensão sobre transexualidade, empregabilidade de pessoas da comunidade LGBTQIPAN+, manifestação de gênero, teatro, arte, cultura popular e tantos outros temas existentes no projeto”, explica o diretor Anderson Bosh.


E, em se tratando de inclusão no mercado de trabalho, o projeto também tem esse viés bem traçado dentro do conteúdo que vai executar. Prova disso é que antes de partir para a turnê, o grupo abriu chamada de contratação, bolsas de estudos, para profissionais LGBTQIPAN+ integrarem a equipe técnica que vai dar corpo ao trabalho e levar arte até as comunidades.


Selecionada para a área de produção-executiva, Bruna Riquelme, artista e mulher trans, é uma das bolsistas que não vê a hora de colocar o pé na estrada para trabalhar na execução de toda a programação. “Conhecimento nunca é demais. Sou empreendedora, costuro, já fui do carnaval e estar no meio cultural sempre foi algo que me encantou, então, estar junto de artistas incríveis dá um gás, e sei que com isso virá novas oportunidades”, afirma a artista que vê a questão da inclusão no mercado de trabalho para a comunidade LGBTQIPAN+ como “ algo obrigatório porque mulheres trans são colocadas em postos de trabalho sem preparo e, por vezes, empresas sem capacitação para recebê-las. O empreendedorismo é a melhor solução para pessoas que tanto foram excluídas da sociedade. E, projetos sociais que incluem pessoas LGBT são de extrema utilidade. Já participei de quatro projetos e graças a eles, hoje, tenho profissão”.



E a ideia do "UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito" é justamente essa: fazer diferença na sociedade e na vida das pessoas ao colocar a pauta de identidade de gênero no debate, bem como promover o combate ao preconceito, homofobia, e a democratização do acesso à cultura.


Durante um período de 11 meses, o Grupo UBU realizará uma série de atividades, incluindo dois espetáculos teatrais e oficinas direcionadas aos professores com foco na cultura popular brasileira, técnicas teatrais, arte, protagonismo negro, etc. A trupe irá percorrer não apenas Campo Grande e região, mas, também, visitará comunidades indígenas e quilombolas.


Com uma abordagem multifacetada, o projeto UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito visa não apenas informar, mas, também, inspirar reflexões e transformações positivas. Ao usar a linguagem artística como ferramenta, o grupo de teatro pretende criar um espaço seguro e acolhedor para explorar questões complexas e promover o respeito pela diversidade e as pessoas.


A estimativa é de que o projeto atinja cerca de 3 mil pessoas até dezembro, sendo duas apresentações mensais de teatro com os espetáculos “Uma Moça da Cidade” e “Pelega e Porca Prenha - episódio: Na Mata do Pequi”. Já os locais e datas das apresentações serão definidos, conforme a disponibilidade de agenda das comunidades e instituições de ensino.


"Estamos empolgados em lançar este projeto único que visa promover um diálogo aberto e inclusivo sobre identidade, cultura, negritude e diversidade. Do Centro-Oeste, apenas o UBU foi selecionado para essa chamada pública da Funarte", explica o multiartista Anderson Bosh, diretor do Grupo UBU. "É gratificante poder colocar dois espetáculos em circulação, enquanto produtos culturais bem avaliados. Trabalhos que serão entregues à sociedade com apoio do Ministério da Cultura, e que tem no seu escopo a abertura de vagas de trabalho e renda à comunidade LGBTQIPAN+”.


“UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito” é uma iniciativa que busca transcender fronteiras físicas e mentais, convidando todos a se envolverem em conversas significativas e a se unirem na jornada rumo a uma sociedade mais igualitária. Realizado pelo Grupo UBU, o projeto conta com financiamento da Funarte (Fundação Nacional de Artes), MinC – Ministério da Cultura, do Governo Federal.


***São jornalistas


Serviço:


Projeto Cultural "UBU Trans Erê – Identidades em Trânsito”

Espetáculo “Uma Moça da Cidade”

Datas: Sexta-feira (23) e Sábado (24)

Horário: às 20h

Local: Espaço Cultural Fulano de Tal - Rua Rui Barbosa, n.º 3099, centro de Campo Grande

Classificação Livre – Entrada Gratuita


14 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentário

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
Convidado:
23 de fev.
Avaliado com 5 de 5 estrelas.

Massa

Curtir
bottom of page