© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
  • Alex Fraga

Show – Simão Gandhy e Marquinhos Correia neste sábado em Dourados

A música oferece à alma uma verdadeira cultura íntima e deve fazer parte da educação do povo, já dizia François Guizot. Essa frase com certeza serve claramente para os músicos Simão Gandhy (guitarrista) e Marquinhos Correia (baterista) que estarão se apresentando neste sábado (17), a partir das 20h30 min, no Jatobá Café e Lazer, localizado na Rua Izzat Bussuan 2000, esquina com João Rosa Góes, em Dourados.



Um show com bateria e guitarra. Um projeto ousado e criativo, onde Simão e Marquinhos seguirão mais para o lado do Groove, e é claro, dependendo muito do público presente, já que quando estão tocando se conectam com as pessoas. Com certeza todos vão sentir essa sensação da mudança de padrão em um ritmo propulsivo e de “swing”, mesclado muitas vezes com o lado jazzístico de Simão. Uma qualidade musical que sem dúvida é rara nos dias de hoje tocada em bares, e que sem dúvida irá agradar a todos.


O douradense Simão Ganhy é sem dúvida considerado um dos principais guitarristas do Mato Grosso do Sul. Um artista criativo, solista incrível e melodista de dar inveja em muitos que estão por aí. Tem seu trabalho solo e foi um dos destaques no Festival de Blues e Jazz realizado em Bonito (MS). Já tocou com grandes músicos como Adriano Grineberg, hoje assinando apenas Grineberg , um dos maiores nomes do blues do país. Diferenciado, é um estudioso da música e dos sons que percorrem pelo mundo todo. Como guitarrista, sempre está brilhando nos palcos onde se apresenta.


Já o baterista Marquinhos Correia, nasceu em Fátima do Sul (MS), mas reside em Dourados (MS) desde 1 ano de idade. Aos 15 teve seu primeiro contato com a bateria (autodidata), onde tocava nos intervalos (recreio) da escola onde estudava, aos 18 anos iniciou sua carreira profissional, formando a Banda Roleta Russa que fez muitos shows dentro e fora do Estado, ganhando o Prêmio Revelação do Estado em 2002. Em 2006 formou a Banda Cara ou Coroa, onde em 2007 gravou seu primeiro CD demo, fazendo shows pelo Estado. Atualmente é professor de bateria e autônomo (gravações, produções e freelancer) na área musical.

34 visualizações