top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Show - Renato Mendes nesta sexta com Blues, Viola & o Som da Fronteira na Canalhas


Uma sexta-feira (21) especial com a viola mesclando o blues. É isso que promete o show "Blues, Viola e o Magnífico Som da Fronteira", com o músico Renato Mendes, que acontece a partir das 19:30 min, na Cervejaria Canalhas (Rua Lustosa, 214 - Seminário) em Campo Grande MS. O espetáculo é uma mistura perfeita entre o blues e a música regional sul-mato-grossense, com Renato e sua banda trazendo clássicos do gênero em arranjos originais. A viola caipira marca presença em cada nota, trazendo a tradição e a cultura do interior do país para o centro do palco. Músico desde os 16 anos, Renato Mendes carrega uma vasta experiência, iniciou como guitarra base em bandas de Blues em sua cidade, mas não muito tempo depois iniciou seus trabalho solo buscando suas sonoridades influenciados pelo Jump, Swing Blues e o Jazz, em um primeiro momento formou uma banda com os amigos de escola que deu o nome de Renato Mendes & Blues Note Band em que fazia somente apresentações em eventos da escola e bairro que morava.

Em 2007, juntou-se ao seu irmão João Carlos que é baixista e formou sua primeira banda de Jump Blues e Blues tradicional a Mr. Willie Blues Band com essa banda tocou com alguns monstros do Blues nacional como Décio Caetano, Robson Fernandes, Ivan Marcio, Adriano Grineberg, Fábio Brum. Passando por várias formações onde gravaram um material de peso com o Gaitista Robson Fernandes(SP) isso rendeu a participação na primeira edição do Bonito Blues & Jazz Festival, a banda encerrou as atividades em 2013.

Renato se ausentou dos palcos por 3 anos, retornando em 2016 com um projeto vigoroso intitulado Renato Mendes & The Old Trouble onde conheceu Rick Bergamo que em seguida formaram a Mendes & Bergamo, um Duo de Blues que veio a ser seu trabalho principal até 2019. Ao mudar de Campo Grande, Renato montou a Renato Mendes Band com a ajuda dos grandes músicos da HeadCutters que lhes apresentaram alguns músicos de Blues da região de Itajaí, com o trabalho formado gravou um EP chamado Long ¨Away From Home¨ disponível em todas plataformas.


Ao retornar a Campo Grande, o artista retomou de seu trabalho com Rick Bergamo e em 2020, durante a Pandemia, gravaram o EP “Live Session”, com músicas totalmente autorais, esse lançamento rendeu participação no festival Bonito Blues & Jazz Festival 2020 Após a pandemia Renato se reinventou totalmente e com intensos trabalhos na equipe de Almir Sater encontrou na Viola a sonoridade que procurava para seu novo trabalho caminhando entre o Blues, Chamamé, Folk e suas influências Brasileiras como Pena Branca e Xavantinho, Goiano e Paranaense, Mestre Bambico, Renato Andrade, Almir Sater, Tônico e Tinoco, Rolando Boldrim, Jair Rodrigues, Zé Ramalho, Raul Seixa, Luis Gonzaga, Dominguinhos, Guilherme Rondon, Paulo Simões, Geraldo Roca, Carlos Colman, Filho dos Livres, Zé Pretim

Para Renato, a viola tem sido um mantra: "Seu som tem sido um recomeço, me apaixonei e estou redescobrindo na música caipira novas formas de sentir a vida, sempre fui uma pessoa ligada a natureza as matas aos animais e ao místico lírico na vióla tenho a liberdade de expressar sobre isso e sobre as idas e vindas do amor”.




78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page