• Alex Fraga

REFLEXÃO – “O Violão”, recordações do amigo de Sylvio D` Prospero

Um texto muito interessante na reflexão do escritor Sylvio D`Prospero que descreve o velho companheiro violão.

***Sylvio D` Prospero


Encostado no canto, empoeirado, esquecido, quase que abandonado, lá estava ele, apenas recordando pensativo, os momentos que fez e deu felicidade. Recordações é que não lhe faltavam, especialmente quando era tocado com carinho por mãos abençoadas e amorosas, transformando o barulho em sons de amor, êxtase total. Ás vezes foi amante, às vezes foi só amor, foi falsidade, foi natureza, protestou na politica, foi poeta de vontades e muitas vezes apenas foi sonoro como um pássaro. Me aproximei dele, sutilmente, para não acorda-lo do pensamento profundo, fiquei à contempla-lo e como um passe de mágica, lá estava eu, com ele no colo e participando de suas recordações. Senti seu corpo junto ao meu, minhas mãos correram em sintonia com seus movimentos, e sons saíram enchendo o ambiente e fazendo com que, nós dois, participássemos das mesmas recordações.

É, meu velho amigo e parceiro violão, somos eternos amantes que, mesmo encostados pelos cantos, você da sala, eu da vida, temos motivos para continuar!!

(Véio D'Prospero)

16 visualizações0 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W