• Alex Fraga

Reflexão - O Tempo Não Para, por Sylvio D Prospero

Segunda-feira, no Blog do Alex Fraga, texto de reflexão do poeta e escritor de Curitiba (PR), Sylvio D Prospero, com seu "O tempo não para".

REFLEXÃO - O TEMPO NÃO PARA

(Véio D'Prospero)

Quando eu era criança, achava que bastasse parar o relógio, e o tempo não passaria.

Seu Geraldo, um velhinho de mais ou menos oitenta anos que morava na vila onde eu também morava, na Rua Três Irmãos no bairro do Caxinguí em São Paulo, que era muito meu amigo e vivia me dando doces e frutas e me contando histórias de sua juventude quando não estava tocando seu bandolim, um dia me disse, descascando uma maçã e me dando pedaços sentado na sua cadeira velha, e com seu chapéu surrado na cabeça:

-Eu já tentei parar o tempo!!!

-Verdade seu Geraldo??

Sorrindo e me dando mais um pedaço da maçã, olhou para o alto, como se estivesse vendo alguma coisa e, na sua fala mansa me contou que quando tinha uns sessenta anos, já cansado de viver depois de ter perdido a esposa e ser abandonado pelos filhos, resolveu parar o tempo e foi aí que descobriu que o tempo não para, o que pode parar é o corpo, ficando sem movimentos, apenas descansando, deixando o cérebro latejar, o sangue correr, o coração pulsar e os sentimentos se transformarem em apenas, pedaços do nosso passado e nada do nosso futuro, nos mostrando que parar o tempo é impossível.

Me olhando com lagrimas nos olhos, me abraçou e com carinho falou ao meu ouvido:

-Não tente parar o tempo, não vale a pena menino.

Sentí o cheiro do fumo de corda que ele usava, quando baforava no seu cachimbo rodelas de fumaça, e pedia para eu pega-las e fazer desejos - "possíveis", dizia ele.

Às vezes, ainda penso em parar o tempo, mas me lembro do seu Geraldo, meu velho amigo da infância, o cheiro do fumo do seu cachimbo, as batidas do seu bandolim, e apenas paro para me ver correndo, pegando as rodelas de fumaça, e fazendo pedidos "possíveis", que hoje eu entendo a razão.

- Sua benção "seu" Geraldo!!

(Véio D'Prospero)

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo