• Alex Fraga

Reflexão - O Cogumelo Venenoso, por Sylvio D Prospero

Segunda-feira no Blog do Alex Fraga é dia de texto de reflexão do poeta e escritor de Curitiba (PR), Sylvio D Prospero, com "O Cogumelo Venenoso".

REFLEXÃO - O COGUMELO VENENOSO (Véio D'Prospero)


Hoje de manhã, eu estava indo na peixaria do seu Rémundo, comprar umas costelinhas de Tambaqui do Amazonas, quando ao passar pela pracinha do "estica véio", aquela que tem aparelhos de ginástica, me deparei com alguns cogumelos casinhas de sapo, brotando do chão. Me sentei no banco, debaixo das árvores que refrescam a pracinha, fechei os olhos e me imaginei mastigando o pequeno fungo e entrando na nóia da alucinação. Entrei na peixaria do seu Rémundo, dei-lhe um beijo, abri o aquário, e todos os camarões, peixes, lagostas, mariscos, ostras pularam para fora e se mandaram pela rua, então gritei pro seu Rémundo, "estão fugindo, avisa a policia"!!! Seu Rémundo, saiu com uma rede de pesca e começou a fazer o arrastão, e eu, mais que depressa, segurei numa ponta da rede para ajuda-lo à arrasta-la até a praia, que ficava na frente da peixaria, quando o seu Manéco, dono da mecânica, entrou na peixaria gritando, "tem camarão, peixe e crustáceo na minha oficina, quer comprar para revender na peixaria seu Rémundo"??? Uma buzinada e um grito de "BOM DIA SEU SYLVIO", me tirou da nóia imaginária que o cogumelo venenoso me fez entrar. Devolvi o bom dia com um aceno de mão, entrei na peixaria cumprimentei seu Rémundo, e para evitar confusão, pedi para ele abrir o freezer e retirar um pacote de costela de Tambaqui, vai que ainda tinha um pouco de cogumelo venenoso na minha imaginação!!!

(Véio D'Prospero)

27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo