• Alex Fraga

Reflexão - Minha realidade encarando minha neta, por Sylvio D Prospero

Segunda-feira, dia de reflexão no Blog do Alex Fraga, do escritor e poeta de Curitiba (PR), Sylvio D Prospero, com o texto "Minha realidade encarando minha neta".


Como vou encarar e responder à minha neta, quando ela tiver idade para compreender a situação que chegamos e, ela me perguntar: - Porquê você deixou isto acontecer vô??!!! Vai ser difícil dar uma resposta convincente, para ela e para mim, pois deixei as coisas irem passando, sem me perceber das consequencias que meu silencio pactuado nos levou. Meus filhos, por viverem no embalo, não do sábado à noite, mas do "amanhã se não chover", do "Deus é brasileiro" do "em plantando tudo dá" que eu apregoei com a esperança do futuro, nunca tiveram tempo de perguntarem: - E se chover pai???!!! E choveu, choveu safadeza, mentiras, ilusões, esperanças prometidas e não cumpridas, politicagens, choveu felicidades momentâneas, enganosas, choveu uma pregação falsa de honestidade e princípios, e a chuva foi tanta que houve inundação, sem que entendêssemos de onde vinha, e porquê tanta chuva!!!!! Minha neta vai ter que pegar os resquícios das inundações, terá que providenciar a limpeza, tirar o cheiro de mofo e bolor, trocar os móveis e utensílios, já sem uso, jogar os livros e os rabiscos de leis, normas, estatutos, crenças, feitos nas caladas do tempo, nas folhas de papel todas encharcadas e apodrecidas e, reconstruir tudo, reescrever tudo e, "amanhã, se não chover", se preparar para quando chover. Quanto à mim, o que me resta de mais importante, será ela procurar entender a minha resposta, e o porquê do meu silencio quando via a chuva cair!!!

18 visualizações0 comentário