• Alex Fraga

Reflexão - "Insanidade sana", por Narinha Lee

Domingo no espaço de artigos, textos poéticos e reflexões do Blog do Alex Fraga, o pensamento da poeta e escritora Narinha Lee, com seu "Insanidade sana"


Insanidade sana

Mergulhada na turbulência da Pandemia, pedi à minha mente “sana”, que desse um comando aos pensamentos para fazer de conta que faz de conta que tudo é um faz de conta... Minha alma assustada, ornada de rebeldia transbordando poesia, intervém e expulsa com veemência toda a “sanidade” mal vestida, exigindo que não mais utilize os pensamentos para disseminar sentimentos contraditórios às almas poéticas sedentas de loucuras insanas.

- Como fazer de conta que a Pandemia não ceifa vidas num cenário de horrores? - Como fazer de conta que não é louco e genocida quem comanda a nação? - Como fazer de conta que o riso não tem choro e o choro não tem riso? - Como fazer de conta que o Sol se deita no horizonte e não desperta com a Aurora, após se saciar de volúpias? - Como fazer de conta que a noite se esconde sem encher de Luz os espíritos feitos de ROCK? - Como fazer de conta que o BLUES não é canção feita para amenizar as dores? - Como fazer de conta que Caetanear não é preciso? - Como fazer de conta que “O equilibrista” não está entre nós na corda bamba da vida? - Como fazer de conta que Belchior não era “Apenas Um Rapaz Latino Americano”? - Como fazer de conta que viver não é preciso?

O “faz de contas” é perigoso! Deixemos que nossas almas abram alas para as estrelas salpicarem Luz de sabedoria nas nossas mentes! Ah! A insanidade do Poeta é sana!

104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo