• Alex Fraga

Reflexão – Diário de uma Idosa XIX, por Joana Prado Medeiros

Outra bela reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora Joana Prado de Medeiros com seu “Diário de uma Idosa XIX”.

Vivo peleando! Não decoro o preço do arroz, do feijão, do óleo, do sal que tempera minha pressão nem da banana que me evita câimbras... Vivo pensando a cada final de mês: sobra menos a luz a água a internet e os gostos e desgostos... Mas, se alguém me perguntar de Testamentos eu cito Manoel Bandeira, se me falar de Passarinhos eu conto Mario Quintana, se acaso lembrar que o Pão está caro eu verso Drumonnd, e a vida não é pequena...E tenho duas mãos e o sentimento do mundo!!!... E se por ventura dizeres que tens medo eu me embolo em Virginia Woolf. E quando o espanto bate...Visto o velho Buk e lembro que tenho um pássaro azul por aqui...E ainda, quando o "nonada" fizer morada arranco pela raiz o Guimarães Rosa...E quando chover por centenas dias o Gabriel Garcia Márquez me lembra que estou em Macondo... Não, não sei de cor o preço da vida...Mas, sei limpar o peixe que Adélia Prado diz...Por fim...Respiro dias nas plumas que tudo vale a pena de Fernando Pessoa ...Todos os dias desaprendo com Manoel de Barros...Ops, se alguém me falar de amor? Serei atento com Vinícius de Morais..Dedilharei as Cartas de um Jovem Poeta do Rilke. Chorarei as lágrimas do poema XX do Neruda!...Ah, El viento és um caballo queire llevarrme!!! E não me calo com Frida Kahlo ela pinta o 7 e eu o 8 pois é o infinito. Se alguém perguntar de Joana??? Digo meu corpo tem fome do teu!!!...Vens me cobrir!!! Te espero...E Estarrecida, fico e me olho no espelho do conto de Machado de Assis...Choro, vivo na Casa Verde?...


( Joana Prado Medeiros - 06/03/2021) É Pandemia


24 visualizações0 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W