• Alex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 87, por Joana Prado Medeiros

Sexta-feira, no Blog do Alex Fraga, o texto de reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com seu Diário de uma Idosa 87.

Cinco anos pegando o sol com as pontas dos dedos, cinco anos arqueando as sobrancelhas para a lua, cinco anos com o estômago colado nas batidas do coração que falha...Cinco anos de pés e mãos encilhados em uma vasta cabeleira de estacas, tateando telhados negros em dias de chuvas escorregadios e sem escadas. Cinco anos driblando bolas sem gol...Cinco anos de funerais sem flores de ausentes amigos que na hora h não mostraram suas faces. Os cabides com cheiro de mofo já não esperam e as bolsas e colares com betunes já não chamam...Cinco anos que o perfume francês na pentearia já não cheira...Cinco anos que os amores dormem no vinho do esquecimento. Os olhos já não vê...O corpo não mais se reconhece...E os pés caminham em um bairro desconhecido...A casa não mais é a mesma as janelas não mais tem vizinhos de infância...Cinco anos os parentes viraram aderências em silêncios permanecem para evitar cirurgias...Cinco anos de sons regulados se contar nos dedos das mãos a voz não ecoa para mais de três pessoas ao dia...Cinco anos que os pássaros cantam...Que cresce o silêncio do eu as vezes se estranha em outras se reconhece se descobre inteira a despeito de tudo e do nada que compõe a vida...Cinco anos...E já não importa...O tempo...


( Joana Prado Medeiros - 15/12/2021) É Pandemia...

14 visualizações0 comentário