• Alex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 55, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira, no Blog do Alex Fraga, o espaço para texto de reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com seu Diário de uma Idosa 55.

Em cismar sozinha a noite...Mode que não começar o texto que me encabeça a destra...Sem copiar um verso do reverso de um poeta! Então lá vai ...Em sentipensar sozinha a noite, cá, estou no breu dos meus desatinos...Hoje li Machado de Assis e perdi o rumo e o prumo diante de tanta sabedoria. Fecho o tempo no rebento do vento e fecho meu tino sem saber do riso ou do pranto...Fecho o cerco que me cerca com barbante e fios que dão nó nas vivências...Encerro o dia da labuta fria empanadas com amor, orações suspiros e ais. Cerro o dito por não dito e vejo as sobras nas gavetas...Conto os dias do calendário vejo o valor monetário faço somas e subtraio os espantos dos prantos...O mês chega ao meio e ao meio me encontra dá de cara com a minha cara pálida de espanto...Recorro ao calendário lunar e este diz que é lua cheia...Cresce o medo, cresce a dor e cresce os dedos no rosário...Cresce a luta e veste silêncios e ausências...Cresce o pranto no pântano da pandemia...Vesti meu corpo com a vacina e ainda assim tenho que unta-lo de todos os cuidados que me ensinam... Só não vesti meu raciocínio que me atira na venta o desatino desse desgoverno insano e tirano...Fecho o dia e a noite em completo arco...Sei que a luta é contínua arquejo e grito..


.(Joana Prado Medeiros - 21/08/2021) É Pandemia.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo