• Alex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 51, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira, no Blog do Alex Fraga texto de reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com seu Diário de uma Idosa 51.


Eu canto porque é preciso, estreito o tempo e estendo no varal com nódoas as feridas que secas ao vento ficam mais leves...Guardo os dias em gavetas sem passar a ferro para não queima-los...Dobro as xícaras e seco os pratos, penduro as colheres deslizando medos para velarem meus ais...A noite, guardo em saquinhos os medos lacrados com prendedor de roupas...Que prende a dor...A dor vivida sentida e concebida...Bebida no chá quente feito no micro ondas e em 1 minuto o minuto cala...Cala e funde o pranto com sabor de camomila e bolacha...Eu canto porque é preciso, eu sonho o sono que não vem... Eu escrevo porque me sinto e o cinto que me é apertado prende os sentidos e de tanto sentir não pressinto... Desentido sem tido desmentida e sem sentido plano...

Voo...Flanando beirais sem plano e assim plano... Plena nos ares... Sigo!!!


( Joana Prado Medeiros - 06/08/2021) É Pandemia.



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo