• Alex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa, 49, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira, no Blog do Alex Fraga, texto de reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com "Diário de uma Idosa, 49".


Saudade palavra aberta com trinco de lágrimas...Saudade voz silenciosa que olha o tempo que dorme no hoje e amanhece no ontem...Que deita no tapete da sala nas madrugadas e esquadrinha o telhado...Saudade que toca levemente o teclado da alma fofa inerte morrida de tanta presença...Saudade flor aberta sangrando teus risos, teus gestos, as mãos em seus cabelos...Saudade leite azedo que alimenta o tino levanta o pino em desaprumo... Saudade mercúrio cromo no prumo tonto em desalinho...Saudade minha pele primeira minha única vestimenta...saudades saudades saudades por ti eu troquei meu nome...saudades!!! Um dia entre o soar do sino e o canto de algum pássaro meu mundo em ti será selado.



( Joana Prado Medeiros - 31/07/2021) É Pandemia.

15 visualizações0 comentário