• Alex Fraga

Reflexão – Diário de uma Idosa 36, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira, dia de texto de reflexão do Blog do Alex Fraga, da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros com seu Diário de uma Idosa 36, : “ESpeCIAL...DiA dos NAMoraDoS”.



......... Subliminar: 1+1=2. No entanto existem UM mais UM que aparentemente são DOIS quando na verdade são TRÊS e quem sabe até QUATRO ou ainda mais vá lá saber... E a busca pela famosa “Alma gêmea” existe!

Feito uma equação de encaixes simétricos valendo a adição aonde UM mais UM formam DOIS. Mas quantas possibilidades matemáticas, quânticas, existem para essa simples operação básica de álgebra na combinação de dois números?

Disléxica e poeticamente vamos decodificar essa miscigenada operação. Afinal o amor é embasado em entrega e retorno.

Eu também já conheci o ZERO, quando o UM mais UM não dão em nada, em contrapartida acontece vez por outra UM mais UM cujo resultado é UM, pois somente UM se entrega, coopera e retorna. Nessa operação básica encontramos ainda a soma de UM mais UM equivale a UM, quando cada qual só se entrega MEIO.

Para repensar essa soma na busca pela “Alma gêmea” encontramos tanto UM que treme só de pensar em DOIS. Existe ainda UM que soma DOIS somente à noite e durante o dia volta a ser UM. E nas noites enluaradas tem UM que soma com qualquer UM somente para fazer parte do grupo do DOIS para festar.

Nesse filão também compõe o jogo incontáveis UM que aceitam qualquer UM para chamar de seu somente para participar do mundo do DOIS.

Não podemos esquecer que hodiernamente tem UM que deseja que essa soma seja indefinida, e seguem em busca do seu par verdadeiro.

Há ainda UM mais UM que adotam uma sequência em novas gerações de UM mais UM até que um dia chegará o resultado tantas vezes testado que finalmente virará DOIS. Enfim, não existe resultado positivo ou negativo, certo ou errado.

Citada exaustivamente em frases de status no facebook, Clarice Lispector já dizia Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar...

De um modo geral, incluindo ou não eu e você, somos assim também. As pessoas defendem seu espaço, sua zona de conforto, sua individualidade... Um abalo em qualquer um destes três pilares causa uma mudança total na adição UM mais UM. Dependendo do que está em jogo mudam de postura e adotam comportamentos mais dóceis ou mais agressivos. Nem sempre essa atitude divergente é consciente, podendo ser um mecanismo praticamente imperceptível à maioria dessas pessoas.

E agora, preciso parar e ouvir Nietzsche que está aqui sussurrando em meus ouvidos que TODAS as relações do mundo são relações de poder. É fato o inconsciente coletivo e o pessoal é subliminar.


(Joana Prado Medeiros - 12/06/21) É Pandemia.


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo