top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 168, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de reflexão, com texto da professora universitária, historiadora, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com seu Diário de uma Idosa 168.


DIÁRIO DE UMA IDOSA 168 -

MATA-BURRO

E aquela estradinha de chão batido, cheia de coqueiros, folhas de poeira a balançar...O cheiro do curral avisando a chegada. O capim seco, o céu vermelho do entardecer no rastro do campeiro sul-mato-grossense. No peito eu tenho a medalha do olhar parado das vacas e dos bois, são olhos estremecidos, parece que nadam, são olhos de orgasmos tristes. O sol se deitando no colo da porteira. Rolinhas, cantando fogo apagou, fogo apagou, fogo apagou e os meus olhos náufragos não atravessa o Mata-Burro.


( Joana Prado Medeiros 29/05/2023 Direitos Autorais Lei 9.610, 19/02/98)

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page