top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 135, por Joana Prado Medeiros

Quarta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de texto de reflexão da historiadora, professora universitária, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros, com seu Diário de uma Idosa 135.


DIÁRIO DE UMA IDOSA 135


Estou enjoada, com asco de tudo...Faço vômito ao pé da goiabeira! Até da nossa BANDEIRA TOMEI GASTURA...Mas ela é de todos nós. A bota brutal desse tempo chuta meu coração, esmaga meu corpo, feri meus olhos. Noites insones, angustia estufando o teto fugindo pelas frestas. Envergo a resenha da minha vida sou filha dos gritos, sou partida de sangue e choro. Sou chão dos sem teto, sou resto de bandeira sem terra. Sou neta zabumba dos torturados, cheiro da morte mascarada. Sou lágrima dos porões das ditaduras...Justo eu!!! Um espantozinho de colibri...Agora, vivo de susto e horror, sovrevivo abismada as barbaridades jamais vistas, inenarráveis, absurdas...Eu, haste do cerrado, peito de capim beldroega, venta de capim cidreira eu agarro a esperança...Uma estrela que há de brilhar feito lança no meio da testa. Eu carrego cheiro de mato e flor, arranhão nos braços, solidão e amor. Sou país desgovernado, desalentado e doente...Meu luto é luta verde de peito amarelo... Sou pássarin resistência, não morra não fila da mãe dia 30 de Outubro há de chegar...


( Joana Prado Medeiros )

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page