• Alex Fraga

Reflexão - Diário de uma Idosa 112, por Joana Prado Medeiros

Nesta quarta-feira, no Blog do Alex Fraga é dia de texto de reflexão da professora universitária, historiadora, poeta e escritora de Dourados (MS), Joana Prado Medeiros com seu "Diário de uma Idosa 112".

DIÁRIO DE UMA IDOSA 112

Não existe nada mais lindo e mais doído do que enroscar-se em posição fetal e chorar o som de si mesmo... Não existe chocalho mais rítmico do que o soluçar do corpo inteiro... Não existe nada mais pungente que a falta de ar de si mesmo. Os olhos ardendo em fogo e na boca o gosto do suor trabalhado na dor e na solidão das companhias vazias. Não existe nada maior que o encontro do olhar esperando a vida que não chega na morte em vida que se vivi. Não existe rodilha maior que a rodilha do corpo humano onde começo e fim se agarra e urra, chora, grita e espera.


( Joana Prado Medeiros 06/05/2022) E ainda pandemia.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo