• Alex Fraga

Ponta Porã – O Bando do Velho Jack encerrará Festival da Cerveja Artesanal dia 16

Considerada a banda referência do rock n roll do Mato Grosso do Sul e de toda região Centro-Oeste, O Bando do Velho Jack vai encerrar o Festival Internacional da Cerveja Artesanal que será realizada em Ponta Porã no período de 14 a 16 deste mês. João Bosco, Marcos Yallouz, Rodrigo Tozzete, Fábio Terra e Alex Cavalheri prometem um show inesquecível no dia 16 (sábado) no Parque dos Ervais, com entrada gratuita. A promoção é da Prefeitura Municipal através da Fundação de Cultura e Esporte.


A banda surgiu da união de integrantes da Blues Band, uma banda de blues, com integrantes da Alta Tensão, banda de heavy metal, tendo em sua formação original: João Bosco (baterista), Marcos Yallouz (baixista), Alex Batata (vocalista e gaitista e Fábio Brum (guitarrista). Em janeiro de 1997, Fábio Brum muda-se para os Estados Unidos, e entra em seu lugar o guitarrista Fábio "Corvo" Terra. Seis meses depois, em junho de 1977, Alex Batata é assassinado enquanto protegia uma amiga de uma ex-namorada.


Entram, então na banda, Rodrigo Tozzette na voz e guitarra e Gilson "Dedos de Borracha" Junior nos teclados, mudando a formação de quarteto para quinteto, começando a demonstrar uma nova veia Southern Rock, evidenciada pela entrada do piano mais boogie e da inclusão da slide guitar. Nesse período de readaptação, O Bando do Velho Jack começa a incluir várias incursões instrumentais caracterizando-se como uma banda de "Jam".

Também produzem releituras para músicas regionais do Mato Grosso do Sul, transformando-as em rocks, como é o caso do clássico pantaneiro "Trem do Pantanal" (de Paulo Simões e Geraldo Roca) que na versão original foi nacionalmente conhecida na voz de Almir Sater, outra influência, no ritmo de guarânia.


Em 2000 Gilson Junior é substituído por Alex "Fralda" Cavalheri, que já entra gravando o segundo CD e desde então vem tomando conta dos habituais pianos, mas também incluindo Moogs, sintetizadores e outras sonoridades peculiares ao som da banda, como a a música "Nuvens" do segundo CD. Em 2007 O Bando do Velho Jack lança o CD Bicho do Mato. Mais tarde, a banda mergulha em problemas internos que culminam na saída de João Bosco, entrando em seu lugar Adriel Santos, baterista da banda Soul Music Adeia Black e que já havia tocado com a Fat Family., além do DVD 15 Anos de Rock e Teimosia. Depois de um breve hiato entre 2014 a 2017.


O Bando Do Velho Jack voltou às atividades com seus integrantes mais antigos: João Bosco, Marcos Yallouz, Rodrigo Tozzete, Fábio Terra e Alex Cavalheri. Os caras em todas as suas apresentações levam um grande público e sem dúvida encerrará o Festival Internacional da Cerveja Artesanal em Ponta Porã com grande estilo no dia 16 (sábado) a partir das 20 horas.



O II Festival Internacional Cultural de Cerveja Artesanal contará com uma estrutura para exposição, comercialização e degustação de marcas de cerveja do Brasil e Paraguai, que estarão oferecendo produtos e serviços em um dos setores que mais cresce no país. Desta forma a Prefeitura de Ponta Porã por meio da Fundação de Cultura e Esporte - FUNCESPP, com apoio da ACERVA-MS -Associação de Cervejas Artesanais de Mato Grosso do Sul, Liga das Cervejas de MS e Associacion de Cervezas de Amambay - Pedro Juan Caballero estará viabilizando através de parcerias com marcas conceituadas de Cerveja Artesanal, bem como apoiadores dos diversos setores do comércio da fronteira objetivando integrar os amantes e degustadores da bebida mais apreciada do país, em um evento com gastronomia, música, negócios e muita diversão.

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W