• Alex Fraga

Ponta Porã - Haiwanna reverencia rock nacional com poesia e atitude no FICA 2021

***Eder Rubens*** - - -

A terceira edição do Festival de Inovação Cultura e Arte, realizado pela Prefeitura de Ponta Porã com organização da Fundação de Cultura e Esporte-FUNCESPP e apoio do Governo de Mato Grosso do Sul e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, ocorrido de 12 a 14 de novembro no Parque dos Ervais em Ponta Porâ (MS) deixou saudades e apresentou gratas surpresas no cenário musical. “Eles passarão.../ Eu passarinho" com os versos do Poeminho do Contra de Mário Quintana, recitado por Hugo Carneiro, a banda Haiwanna mostrou que o show iria além de uma apresentação musical e seria um catalogo de informações musicadas. A banda Haiwanna de Campo Grande formada por Hugo Carneiro (vocal), Diegomar Ciaparini (guitarra), Alexandre “Xandão” (baixo) e Maykon Skudeller (bateria) fez sua estreia no palco de Ponta Porã e apresentou um show recheados de clássicos, reverenciando o rock nacional com muita poesia e atitude. Com uma qualidade musical impecável e um repertório de excelente escolha, Haiwanna mostrou por que esta há 24 anos na estrada do rock em Mato Grosso do Sul, apresentando ao público da fronteira que o rock nacional possui grandes sucessos que atravessam gerações. “A gente preparou o show com muito carinho para o festival de arte e cultura de Ponta Porã. O repertório possui sucesso de grupos que são referências para o Haiwanna e que de alguma forma faz parte da história de muita gente que foi ao show. A energia do púbico estava contagiante” disse Hugo Carneiro. Hugo lembrou ainda que as canções são verdadeiras poesias e que recita-las é uma forma do público entender ainda mais a importância deste segmento, dos artistas e dos grupos ao longo da história do rock nacional.

Eles passarão.../ Eu passarinho" com os versos do Poeminho do Contra de Mário Quintana, recitado por Hugo Carneiro, a banda Haiwanna mostrou que o show iria além de uma apresentação musical seria um catalogo de informações musicadas. Com total conhecimento do repertório e segurança no palco e acordes, a banda de Campo Grande fez um passeio por estilo e músicas que ditaram o ritmo e estilo de várias gerações. “A cada apresentação vamos entendendo a importância que esses artistas deixaram para o país e que continuam influenciando a moçada que forma banda e iniciou sua trajetória na música” frisou Hugo Carneiro. A banda Haiwanna comemorou seus 24 anos de estrada com um verdadeiro tributo ao rock nacional, fazendo um show perfeito com hits de sucessos da Legião Urbana, Barão Vermelho, Nenhum de Nós, Paralamas do Sucesso, Titãs, Pato Fu, Pitty, Raul Seixas, fazendo o público cantar e recordar dos bons tempos da boa música brasileira. “O clima e a atmosfera estavam perfeitos para um bom show, estávamos ansiosos em apresentar o nosso trabalho e o perfil do Haiwanna. Acho que nos saímos bem, o público da fronteira é muito receptivo ao estilo musical” lembrou Hugo Carneiro. Assim Haiwanna deixou o seu recado no FICA com gostinho de quero mais e a sensação que os palcos da fronteira estarão sempre abertos a sonoridade, poesia e atitude da banda campo-grandense.


*** É jornalista

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo