• Alex Fraga

Poesia - Uma viagem em "Constelados" de Edson Moraes

O poeta e jornalista Edson Moraes mostra em seu poema "Constelados", sua vis!ao poética em um passeio nas palavras com muita leveza e harmonia.




CONSTELADOS

(Edson Moraes)

Tem sol. Tem lua. Tem estrela.

Até lusco-fusco.

Tem aurora – o dilúculo que nos anuncia!

Tem farol nascente e poente

E pirilampos atapetando o regaço da noite!

Então, o que está esperando?

Caminhe!

Siga que à frente a penumbra crepuscular não lhe será da vida ocaso

Se lua, sol, alvas e constelações não derem conta

Acenda a lamparina

Vire antemanhã!

Amanheça-se!

Que só restarão ao vampiro os vagares medíocres e órfãos da sonâmbula escuridão!

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W