• Alex Fraga

Poesia - Transpondo barreiras, por Narinha Lee


Domingo, dia do espaço de poesia no Blog do Alex Fraga, a escritora e poeta, Narinha Lee, com seu poema intitulado Transpondo barreiras.



Transpondo barreiras ***************** Ha! Juro que é a pura verdade. Por fim admito: eu te amo incondicionalmente! E isso, é "quase impossível" entre os humanos. Os animais, estes sim, amam incondicionalmente porque são livres, são puros, são gigantes de alma... Mesmo sem o efeito bumerangue amam sempre e infinitamente.

Para ser agraciada com esse sentimento,

Tive que sufocar e ser sufocada;

Tive que levar porradas do vento forte, da brisa fria, da noite escura;

Tive que limpar o coração de toda a magoa, de toda a raiva e perdoar;

Tive que me despojar do sentimento de posse e da loucura do Ter;

Tive que vomitar o apego excessivo para desfrutar do alivio;

Tive que conviver harmoniosamente com a dor pungente dos amantes perdidos;

Tive que duelar com o medo, com o preconceito, com a inveja e com outros sentimentos ausentes de quaisquer vestígios de nobreza;

Tive que conviver com a fraqueza do retroceder e a grandeza do avançar;

Tive que transpor barreiras infindas!

AGORA, me deixe te amar e "respeite o meu louco querer".

Vem navegar comigo por mares incertos! Vem! ^^^^^^^^^^^^^ Narinha Lee

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo