top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Somos todos Messi, por Isaac Ramos

Segunda-feira no espaço de poesia no Blog do Alex Fraga é dia com o poeta e escritor Isaac Ramos (Alto Araguaia MT), com "Somos todos Messi".


SOMOS TODOS MESSI

(Isaac Ramos)


O país do futebol ficou sem o feriado nacional Na segunda-feira. Mas, se Deus um dia foi brasileiro, Lhe direi “À Palo seco”, divina/mente Belchior: “Por força deste destino Um tango argentino Me vai bem melhor que um blues”. Não falo da bossa nova, Nem do samba compassado, Nem da tropicália de Caetano, Gil, Gal, Mutantes e Tom Zé. Gosto sim do som da guitarra, Mas o que me (ins)pira hoje, São os sons do violão, violino, flauta e, sobretudo, bandoleon.


A partitura foi tocada em Catar, Sob a forma de um duelo futebolístico. De um lado um maestro francês de 23 anos: Mbappé. Do outro: Messi, 35 anos de “sonho e de sangue e de América do Sul”. As muralhas de Jericó franco europeia Vieram abaixo e não resistiram Aos passes certos e dribles tortos Daquele que ganhou sete bolas de ouro: El máximo, tal como um jogador de videogame. Ainda que Mbappé tivesse feito três gols, Não foi desta vez que ergueu a cobiçada taça. Mas duelou com dignidade de craque. Quanto ao experiente maestro, Ao completar 13 gols em copas, Recebeu a batuta de Batistuta. E no espetáculo ainda caberia um bis.


Sem vaidades, El Maestro poderia dividir os louros Com Emilliano Martínez, pelas defesas arrojadas, Pelo milagre do penúltimo minuto. E dando os trâmites pelos findos, pelos pênaltis. Há quem diga que uma luz iluminou o céu: Diego Maradona tirou a coroa de louros E passou a seu sucessor. Foram 26 jogos de copas do mundo, Cinco copas disputadas, aquele que tem mais jogos, O melhor da Copa em duas ocasiões. Para deixar os numerologistas satisfeitos, O (e)terno camisa 10 foi o Homem do jogo dez vezes.


Argentina, durma em berço esplêndido do TRI! O templo do Olimpo lhe contempla, Pelos próximos quatro anos. Quanto a Messi, O que era gênio, agora é Mito. Agora ninguém mexe com los hermanos. E dançaremos e aplaudiremos um tango argentino, Para aprendermos a lição. Somos todos Messi!

(18/12/2022)

60 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Cleide Cruz
Cleide Cruz
Dec 20, 2022

Maravilhoso como sempre, meu amigo poeta!

Like

João Paulo Rolon
João Paulo Rolon
Dec 19, 2022

Parabéns pela poesia, Newton. Eu, como neto de treinador argentino de futebol, me senti acalentado.

Like
bottom of page