• Alex Fraga

Poesia - Plenitude, por Gicelma Chacarosqui

Quarta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia pela poeta e escritora de Dourados (MS), Gicelma Chacarosqui, com seu "Plenitude".


Plenitude


E o horizonte me agarrava com o olhar de fogo Rompendo pra diante da curva do rio Versando sem tempo no encorpar da noite mansamente como velhas alegrias repleto como beijo de amor ou açoite de ciúmes Bem -ver ou Bel-amar o dourejar do sol se coloca como fantasiação entre a claridade do dia e as sombras da noite Na intensidade das boas fúrias da vida Como brasa incandescente que arde borbulhante no céu E o amarelo laranja Se esparrama como nódoa escura no alargado das barras do dia camalotes flutuam sorridentes no movimento das águas vicejantes Quem não presenceia não cabe em fazer ideias… Coisa de estremecer a alma De calar até os pensamentos e os grandes segredos e faz o querer enviesar até o sol mergulhar na profundidade do rio… com intimidade líquida e pertencimento de grandes amantes que gozam a plenitude Da existência

25 visualizações0 comentário