top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Passos, Verdades e Lutas, por Marcos Coelho



Domingo no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o poeta e escritor de Dourados, Marcos Coelho, com "Passos, Verdades e Lutas".


PASSOS, VERDADES E LUTAS


Andaria mil passos...

E de fato andei.

Para que tu fosses mais exitosa e feliz...

Busquei no infinito e no espaço,

Alternativas para que teus dias fossem menos penosos...

Andei, andei e ainda ando...

A ingratidão no tempo e no espaço são cruéis setas,

Essas lançadas de arcos diversos,

que não atingem o alvo, 

mas ao se saber o arqueiro...

hum, como dói...

Ah, como dói! 

Como se tivesse de fato atingido o alvo...

Há uma guerra misteriosa de palavras como setas,

Com muitos arqueiros entre verdades e mentiras,

Entre fatos e muitas ilusões,

Entre sorrisos e muitas lágrimas,

Entre décadas de agonia,

E essas setas, flechas que voam à luz do sol, 

Ou sobre a luz do luar...

Que zunem livres no ar,

Como se figurassem as velhas e decrépitas lutas,

As guerras antigas e medievais...

E luta não dá trégua...

Tudo se movimenta, mesmo nos líricos jardins...

Luto com minhas pétalas,

Cravejado que estou de espinhos...

Os cardos que me ferem e me protegem

nesse cardoso caminhar... nessa dolorosa melodia...

palmilhar com os pés sangrando....

um cair perpétuo da carruagem ao chão...

na lama do desejo corrompido de corações mortos...

como pode da tua sepultura haver grito?

gargalhadas insana e corruptas de um poder inexistente...

como podes falar tão alto de teu pútrido cadáver?

Não, não pode haver vida dentro de um sepulcro...

Mas ainda há adoradores....

O mal ainda parece prosperar ante os raios de sol. 

O bem parece estar mudo também da sepultura...

O silêncio é o grande recurso dos bons...

O calado é vencedor, meu filho....

O bem ainda prospera,

Vence, faz calar... traz beleza, prosa, poesia...

E embora o busto do tirano esteja à vista...

A simples pomba traz a paz....

Simplesmente deixa seus dejetos sobre ele...

A fria estátua inerte e imóvel, agora, suja,

Calada em suas mentiras numa história que desaparece...

O tempo é o divino juiz,

O tempo põe cada um no seu lugar.

O amor de fato cobre a multidão de erros...

Regenera e restaura.... e faz novas poesias...

Daí, sim.... novas melodias, com honra, sim, com vero poder.

Os meus passos, sim, os passos com meus pés feridos,

Os passos de quem busca o certo, o sublime...

Sim esses passos terão valido a pena, 

Terão de fato e de direito sua recompensa...

Mais exitosos que os eternos bustos, terão um poema

Terão a verdadeira paz, sem estratagema 

Terão a verdadeira palavra, sua história, sua glória, sua poesia.

29 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo

6件のコメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
ゲスト
4月28日
5つ星のうち5と評価されています。

Especial.


Jonas

Uberaba Minas Gerais

いいね!
ゲスト
4月28日
返信先

Obrigado ❣️

いいね!

ゲスト
4月28日

Parabéns Marcos...

いいね!

ゲスト
4月28日
5つ星のうち5と評価されています。

Amei compor essa Poesia.


Gratidão grande Alex Fraga!


Marcos Coelho

Autor da Poesia !

DOURADOS-MS

Academia Douradense de Letras ADL

いいね!

ゲスト
4月28日
5つ星のうち5と評価されています。

Obrigada Alex Fraga por partilhar!

Parabéns Marcos Coelho pela sensibilidade.


Mariana

São Paulo SP


いいね!
ゲスト
4月28日
返信先

Obrigado Mariana!

A honra é minha.


Marcos Coelho

いいね!
bottom of page