• Alex Fraga

Poesia - "Passatempo", por Athayde Nery

Quinta-feira no espaço de poesia do Blog do Alex Fraga, "Passatempo", poema do advogado, poeta e escritor Athayde Nery.

Passatempo


Exausto feito cem anos Renovado para mil tempos Já nem consigo reservar mesquinharias. Ainda tenho muitas.


Agora construo rimas e adormeço

insônias.


Já nem me assusto com o amor. Já me afastei dos caminhos certos. Agradeço ao pai de santo. A todas as minhas crenças desqualificadas. A todos meus pecados bem pagos.


Agora vou errando feliz da vida, certo de que vou sorrir muito antes da morte.

109 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo