top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Parada, por Athayde Nery

Quinta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o advogado, poeta e escritor de Campo Grande (MS), Athayde Nery, com Parada.


Parada

Aquele olhar deu para se alimentar de mim Virei ponto de ônibus Escadaria de beco Riozinho de enchente Lentamente viro lama Até secar e virar pegada de tatú.


In: "Tereré com agua Guarani", pág. 62

38 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page