top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Os quintais da minha infância, por Isaac Ramos



Segunda-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o poeta e escritor de Campo Grande (MS), Isaac Ramos, com Os quintais da minha infância.


OS QUINTAIS DA MINHA INFÂNCIA

(Isaac Ramos)


Quintais

Que tais

Imagina

Ações

 

Os quintais esquentam a

memória

Os que tais alimentam-se

de glórias.


Árvores, trapézios,

circos...

São comboios de

história.

Quando criança, nem

precisava da fantasia de

Durango Kid

Para me sentir um herói.

Minha mãe gritava: -

“Durango, o sol está

partindo! Entra pra casa”.

E eu dele me despedia

com um aceno

A cena de galos, noites e

quintais

Que, mais tarde,

(en)cantaria Belchior.


O fio de Ariadne

escapou pelos meus

quintais.

Um pião, uma pipa de

papel, uma bolha de

sabão

Esticam o fio das

memórias que tais.


A tarde me guarda em

roupas de arco-íris

Enquanto João semeia

pés de feijão.

 

Atos, tantos fatos...

Os quintais são terreiros

férteis

Para (a)colher nossas

imaginações.

69 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo

8 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Feb 19

Lembranças de infância, coisa maravilhosa!! Só saudade!!

Like
isaacramos3
isaacramos3
Feb 19
Replying to

Recordações para a vida toda. Obrigado.

Like

Guest
Feb 19
Rated 5 out of 5 stars.

Maravilha de poesia.. minha infância tbm

Like
isaacramos3
isaacramos3
Feb 19
Replying to

A infância é um ensinamento feito de poesia. Grato.

Like

Guest
Feb 19
Rated 5 out of 5 stars.

Excelente texto

Like
isaacramos3
isaacramos3
Feb 19
Replying to

Muito obrigado.

Like

Guest
Feb 19
Rated 5 out of 5 stars.

Muito bom

Like
isaacramos3
isaacramos3
Feb 19
Replying to

Agradecido.

Like
bottom of page