• Alex Fraga

Poesia - Operário Padrão, por Benedito C.G.Lima

Terça-feira no espaço de poesia do Blog do Alex Fraga, de Corumbá (MS), Benedito CG Lima, poeta, escritor, compositor, ativista cultural e do movimento negro, professor, criador de entidades e movimentos culturais.

OPERÁRIO PADRÃO

Benedito C.G. Lima


O sol

Solda forte castiga o pobre

Que trabalha quebrando a pedra

O sol ácido derrete o olhar faminto

E as salamandras da náusea se esparramam no tédio

O sol

Corta feramente bruta

mísero salário não mata a fome.

Em casa a família esquálida disfarça a carência

Nos buracos dos dentes amarelos

Enquanto o tampo escorre úmido na distancia periférico

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo