top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Onça Pintada, por Carlos Magno Amarilha

Sexta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o professor universitário, poeta e escritor de Dourados (MS), Carlos Magno Amarilha, com o poema "Onça Pintada".


ONÇA PINTADA


A onça antigamente conhecida como jaguaretê

visitava carreteiros (carroceiros) desprevenidos

em uma parada nos riachos, córregos e rios

por isso: ‘chegou a hora da onça beber a água’

ou melhor, degustar daquele momento sublime

reservado de coisas boas e deliciosas

mas nada é tão simples assim

o jaguaretê quando grita

a floresta toda se arrepia

deixando os bichos estonteados

atordoados da zonzeira toda

no final virou tapete na Alemanha

sofá de madame na França

casaco chique na Espanha


deixando o turco árabe português espanhol

com o lucro em Londres

o coronel com o poder

o trabalhador com direito a hora extra por mês

e a onça não virou xadrez

sumiram com ela de vez



(Carlos Amarilha, In: poesia do pantanal: bicho, areia e cal)

438 visualizações2 comentários

2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Maria Aparecida Bolzan
Maria Aparecida Bolzan
Feb 03, 2023

Parabéns!!

Like

athaydeneryfreitas
athaydeneryfreitas
Feb 03, 2023

Se vira ouro destrói o outro!

Like
bottom of page