• Alex Fraga

Poesia - Namorada Inópia, por Carlos Magno Amarilha

Atualizado: 6 de abr.

Sexta-feira no espaço de poesia no Blog do Alex Fraga. Carlos Magno Amarilha, de Dourados (MS), historiador, pesquisador e poeta, doutor em Educação, mestre em História e presidente do Grupo Literário Arandu. Seu poema Namorada Inópia..


NAMORADA INÓPIA


O infinito das matemáticas

[perseguem-me

o amor percebido a quilômetros

de imensos carinhos

as plantações ocupam as cabeças do

céu com lindas flores...

um surf urbano devorante

diante das avenidas e calçadas

uma composição deliciosa

e sinto a tua ausência!

parto a tua caça!

na América do Norte

Cruzo o Pacífico com o Atlântico

pelo som estou no Japão,

aumenta minha fissura

corro no trem eletrônico

e atravesso o

Canal da Mancha.


Inglaterra! Escócia, Pantanal e brisas...

engarrafamento em Nova Iorque!

dou a volta e permaneço em Roma

Paris, Lisboa, Madri, Rio, Amazonas

e os olhos de São Paulo

avistam de longe Dourados!

Campo Grande em Pantanal

do Brasil Nosso Senhor!

onde está você?

procuro na Lua, em Marte, Saturno

lá em Moscou e necas!

coisa nenhuma!

Nem na fachada do Peloponeso

não estava também no Rio Nilo

fui até às margens do Rio Paraguai

...

Cadê você?

dou a volta por cima

e já estou no vigésimo andar

ausento dormir embebedado

e, muito pê da vida!

por não te encontrar

nem no sonho sonhado

Espero com esmero!

um abraço apertado de sorrisos

e de muitos carinhos congelados.

383 visualizações14 comentários

Posts recentes

Ver tudo