top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Morena Amada, por Gicelma Chacarosqui



MORENA AMADA


Ah, minha Morena fagueira

De amplitudes e ventos largos

De casas de taipa, cimento armado e nervos de aço

Ah, minha Morena faceira

adornada de ipês, rose e sendo, amarelo e sendo

De sons que vai do Acaba aos mais graves da(s)Tetê (s) …

A, minha Morena afetada

Por modernices e tradições

Por poesias, IA, e injustiças

Por gente boa e paixões

Ah, minha Morena faceira

De Calógeras e Afonso Pena

De Prosa e outros rincões

De ruas desconhecidas pequenas

De feminicídios e violências

De carroças e grandes carrões

De amizade e clemências

Ah, minha Morena estrondosa

De injustiças e humanidades

Ah, minha Morena querida

De amores, amantes e saudades …

De Doutores e mestres dos saberes

De intelectuais e gente simples da lida

De Shoppings, mercados e feiras livres

De incertezas, povo de lutas, e juízes

Ah, Minha Morena amada

De verdades fluidas

Aldeias urbanas, quilombos

e histórias consagradas

Te festejo poéticamente

festejando “suas gentes”

É o que há de melhor

Em seu coração valente

Ah, te glorifico e declaro

Paixão desenfreada

Ah, CAMPO GRANDE

A M A D A

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page