• Alex Fraga

Poesia – “Minha Mãe”, por Gerson Marques Camargo

Terça-feira, o Blog do Alex Fraga tem a poética de Gerson Marques Camargo, escritor e poeta da cidade de Rio Brilhante – Mato Grosso do Sul, com “Minha Mãe”.

Minha Mãe


Mãe...uma palavra tão pequena,

mas...do tamanho do infinito,

entre todas as beleza do universo,

o seu nome é o mais bonito.


Mãe...hoje eu vivo da saudade,

eternas lembranças que ficaram,

a razão da minha felicidade,

o amor maior - foi o seu legado.


Mãe...você foi a minha rainha,

meu horizonte - minha luz,

a sua vida se fez minha,

é o que me leva e conduz.


Mãe...você foi o amor mais sincero,

nenhum outro, foi maior que o seu,

foi o amor mais puro e singelo,

na essência do amor de Deus.


Mãe ... tu foste fecunda,

a semente que fez nascer,

a raiz fértil e profunda,

e o amor que faz viver.


Mãe...me carregou no seu ventre,

uma vida que viu chegar,

no pulsar do meu coração,

a alegria de um filho gerar.


Mãe...você sofreu todas a provações,

para poder os seus filhos criar,

chegou ao limite das emoções,

mas...nunca desistiu de lutar.


Mãe...você me viu crescer,

foi a fonte de energia e calor,

com a sua força me fez viver,

você, foi a ternura, carinho e amor.


Hoje, é a minha eterna lembrança,

que eu jamais vou esquecer,

você se foi - mas, ficou a esperança,

de um novo dia - um novo amanhecer.


Gerson Camargo


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo