• Alex Fraga

Poesia - Meu Aconchego Meu Recanto, por Gerson Marques Camargo

Terça-feira no Blog do Alex Fraga, dia de poesia, com a sensibilidade do poeta e escritor de Rio Brilhante (MS), Gerson Marques Camargo, com "Meu aconchego meu recanto".



Meu Aconchego Meu Recanto


Lá no meu recanto, tenho tudo o que preciso, com o amanhecer eu me encanto, é onde me sinto no paraíso.


Sou um caipira - sou do mato, a natureza me inspira a poetizar, sou um sertanejo nato, a vida no campo é o meu lugar.


Lá eu tenho umas vaquinhas, pra tirar o leite, pra gente tomar, no terreiro eu tenho uma galinhas, onde o galo canta pra me alegrar.


Tenho dois cavalos bons, para nos domingos passear, um baio e um alazão, com minha prenda vou cavalgar.


Tenho um riacho e uma cachoeira, onde eu fico a contemplar, um céu repleto de estrelas, banhado pela luz do luar.


Tenho uma bota e um chapéu, um laço feito de couro cru, uma janela para o céu, onde posso ver o infinito azul.


Tenho uma viola e um violão, ao entardecer fico a dedilhar, faço os versos da canção, para a poesia acalantar.

Gerson Camargo

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo