top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Malabares, por Paulo Portuga



Quarta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o poeta, compositor, professor e escritor de Dourados (MS), Paulo Portuga, com Malabares.


MALABARES


Sou um malabarista

Vivo me controlando

Me segurando

Como o sinal

Controla o carro

A criança controla a bola

Sob meus pés descalços

A prancha que rola

Equilibrando o prato

Na ponta da vara

Porque sou um malabarista

Lanço outra argola

Tenho que controlar

Tenho que equilibrar

Atravessar o espaço

Na corda bamba

Se caio não tem rede

Só a mão do artista

Me visto de palhaço

Com claves e aros

Destreza e habilidade

Ganho a vida na rua

Cuspindo o fogo pela boca

Pois sou um malabarista.


Paulo Portuga.



61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page