• Alex Fraga

Poesia – “Lá, vai chegar! ( Eu espero...)", por Mirian Camacho

Mirian Camacho, poeta, cantora e professora de dança, mais um sábado mostra a sua poesia e que nos leva desta vez ao imaginário de tempos melhores...




Tô com saudade de lá...

Lá onde?

Onde fica lá?

Fica bem longe ou do outro lado da rua.

Fica atrás da noite escura ou do dia clareado.

Lá é manso

Lá é sossego

Lá é respiro bom.

Que saudade de lá...

Acordar sem susto e fazer um café.

Pro café eu chamava alguém que trazia um bolo e outro alguém ...

Que trazia um doce

Um riso

Um violão.

Que saudade de lá...

Lá é mais simples do que parece

É mais seguro do que eu pensava

É mais perto do que o final do filme que agora eu assisto pra lembrar de lá...

Lá é tudo quase agora.

É espera, é demora

Lá é bem ali, depois de dois ou três passos que eu não posso dar.

Tem um toque que me recolhe e me deixa aqui do lado de dentro com essa saudade de lá...

Por sorte ou por benção eu carrego poesia...

Verso que dança e faz ventar

Vento que varre o medo e floreia a espera.

Que saudade de lá...

Lá onde?

Onde fica lá?

Pra mim, fica bem aí onde vcs moram. Dia desses a gente dá dois ou três passos e se encontra.

Lá é

um abraço

desmascarado e sem tempo de recolher.

Lá é bem ali...

Se guarda, se protege e acredita...

35 visualizações0 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W