top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - In-profano amor, por Tânia Souza

Terça-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia da professora, escritora e poeta de Campo Grande (MS), Tânia Souza, com seu poema "in-profano amor"


in-profano amor

a tua pro-cura buscam passos corpo enlaço suave tato des-vendando corpórea poesia sem tropeços entre-cilios dicionários

amor-teço em traços silhueta tua e tão pálido suspira o colo entrevisto entre rendas: repouso e oferenda

fora apenas chuva e chorei chuva não vi ter-te ali a saciar a sede liquefeita saudade recobria-me

já de adeus a despedida palavra desvanecida pele lágrimas fonte enfim tuA boca tuO vinho inocente lascívia afogar-me-ia embriagada de tua saliva e de abrupto batalhas ferinas suave o pouso

de silêncio e boca dentes-lábios tornozelos lascivos imploram beijos

ainda que tímidos te espiem cílios


noites sem ti quisera adormecer ad infinitun


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page