top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Grito do tempo, por Athayde Nery

Quinta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o advogado, poeta e escritor de Campo Grande (MS), Athayde Nery, com "Grito do Tempo".

Grito do tempo

O tempo se ajoelhou no

milho juntou os gritos e

clamou: Por que sangram meu

caminho, cuspindo

atalhos sombrios,

furando meus passos,

amaldiçoando nossos

sonhos?

Dei pra rastejar em becos Me esconder em

esquinas para não levar

um tiro Estou no olhar das crianças mortas Dos pais sem causa Dos filhos pobres Das paixões adormecidas Dos caixões abandonados Da escuridão do futuro

Onde querem que eu

pare? No deserto dos risos No reino da barbárie Na imensidão dos

lamentos No oceano dos medos Estou passando e te acenando.

IN: “Tereré com Água Guarani” pág. 19.


52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page