top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Fruto do Cerrado, por Cláudia Finotti



Domingo no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com a poeta e escritora de Campo Grande (MS), Cláudia Finotti, com Fruto do Cerrado


Fruto do Cerrado

Cláudia Finotti


Sou fruto do Cerrado, Broto em solo árido que já foi mar. Amadureço em tempos de seca Entre Ipês floridos E araras azuis cruzando o céu.

Sou fruto do Cerrado, E por isso mesmo, Sou doce, muito doce!

Sou fruto do Cerrado, Minha floração é modesta, Cheira a guaviras maduras Celebrando a vida em festa.

Sou fruto do cerrado, Minhas raízes buscam aquíferos E se fartam felizes. Acostumada com as cheias, Convivo com charcos e jacarés, Tuiuiús e aguapés.

Sou fruto do Cerrado, Minha casca é dura, resistente a queimada Tenho nome de índio e cresço entre Os livres de pés descalços, Mas minha alma é Índigo E veio das estrelas Que iluminam o vasto céu do Cerrado.

39 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentario

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
Invitado
26 nov 2023

Frutos do cerrado doçura da terra,

Guaviras que somente os pés descalços encontram

Me gusta
bottom of page