top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Entre Gentes, por Rogério Fernandes Lemes



Domingo no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o poeta e escritor de Dourados (MS), Rogério Fernandes Lemes, com Entre Gentes.



ENTRE GENTES

Rogério Fernandes Lemes


Gosto de flores simples

daquelas que nascem

facilmente

por toda parte;

que brotam entre gentes.

Quando não as vejo, não

encontro

porque tempo não é,

eu as construo para as

pessoas.

Das letras, uma a uma,

faço pétalas e folhas.

Com o cheiro da escrita

e a semiótica da tinta,

escrevo zabumba.

Sinto-me flores simples

às vezes;

e por muito tempo

me senti estranho;

desumanizado e

florescido

por agir e pensar flores

simples

perdidas entre gentes.

Até que um dia

Manoel de Barros,

baixinho, me falou:

“Só os poetas dão conta

de iluminar

o silêncio das coisas

anônimas”.

Assustadoramente

genial!

Falou ainda, o apanhador

de desperdícios:

“As coisas que não

existem são as mais

bonitas”.

Desde então, tempero

letras

e como as palavras

religiosamente.

21 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Kommentar

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
Gast
21. Jan.
Mit 5 von 5 Sternen bewertet.

Amei, lindo poema, do meu gosto

Gefällt mir
bottom of page