• Alex Fraga

Poesia - Entre a semente e a flor, mora o amor..., por Mirian Camacho

Sábado no Blog do Alex Fraga é dia de poesia da cantora, poeta, escritora, compositora, professora de artes e dança, Mirian Camacho com seu : Entre a semente e a flor, mora o amor...

Um amor escondido na areia, fazia graça pra água do mar. Distraído, dava inveja em quem via do cais, entre pontes, espantos e ais. Porque lá, outro amor guardado em pedra, era amor pra nunca mais. Nasceu assim, diferente, zangado desde a semente.

Um dia, ainda menina, ouvi dizer que amor é pra sempre. E agora? Quem coloca a pedra mata o amor? Qual o tamanho da dor escondida no peito de quem matou ... ou ... Se não era, salvou quem iludido acreditava ? Então leva, lava. De tanto, voou. De pranto, esqueceu. Amanhecido num telhado qualquer, sobreviveu por um fio.. Rodeado de vazio... Eita amor de faz de conta. Feito a água da chaleira que vai ser chá ou café, tudo depende do amor que se quer. Será? Será, QUERER, a resposta, ou é mais o que já estava escrito, como dizia a minha avó olhando o paletó do amor que ela teve? Um amor que fazia graça pra água do mar... Mas que mesmo assim, sempre esteve por um fio amarrado no dedo. Urgente. Desde sempre, algo que brota aqui e lá. Amor viajante ... brincando de eternidade em minutos quentes nos parênteses da vida. Percebe... Entre a semente e a flor, mora o amor... Quanto dura já não sei. Depende da água, do sol, da gente...

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo