• Alex Fraga

Poesia - De sim, de não, de agora. Por Mirian Camacho

Sábado no Blog do Alex Fraga, o espaço reservado para a cantora, compositora, poeta, professora de dança e artes, MIrian Camacho, com seu poema " .





Eu penso em fazer um bolo e chá de canela pra saudar tudo que vem... De bem, de bom, de belo Acredito no elo que fiz com o amor. Sigo atenta e até quando venta a cortina da sala eu penso que é aviso de um bem que vai chegar.

Eu penso em fazer um café. Puro ou cappucino enquanto alguém toca o sino pra dizer que já é tempo... De sim, de não, de agora... Acredito na hora que marquei com o amor. Sigo esperta e até com a janela aberta deito sem medo do que pode entrar.

Entra folha Venta ninho Canta dor Passarinho Lá do muro Atira pedra Mão que pega Vira flor.

34 visualizações0 comentário